Dicas de limpeza e organização

Veja os valores para sua cidade

Saiba os tratamentos e sintomas de alergia respiratória!

Publicado em: quarta-feira, junho 28, 2017alergia respiratória

Inscreva-se em nosso canal no YouTube


O inverno marcou sua chegada ao Hemisfério Sul com temperaturas muito baixas. Essa estação é caracterizada não somente pela variação do tempo, mas principalmente pelo predominante clima seco e a baixa umidade do ar. E em entrevista, a Dra. Eduarda Mendes fala um pouco sobre o fator de agravamento ou desencadeamento do quadro de alergia respiratória.

alergia respiratória

Saiba como se livrar da alergia respiratória.

Qualquer pessoa está propensa a desenvolver alguma alergia respiratória que pode ser decorrente da:

  • Variação climática;
  • estresse;
  • sedentarismo;
  • e o principal: contato direto com microrganismos como bactérias, ácaros, fungos e mofo.

Por isso, é fundamental redobrar os cuidados para evitar as crises de alergia, principalmente porque seus agentes causadores estão presentes em todos os lugares, inclusive agora, na sua casa, escondido em estofados, carpetes, cortinas, etc.

Por ser uma empresa especializada em limpeza, impermeabilização e hidratação de estofados, a Dr. Lava Tudo preocupa com o bem-estar e a saúde de seus clientes. Nosso principal objetivo é levar conforto e qualidade de vida através dos nossos serviços prezando sempre um ambiente limpo e conservado.

 

Interrompemos esse post para te alertar sobre algo muito sério!

Imagine chegar em casa após um dia de trabalho cansativo. Tudo o que mais deseja é assistir uma série com pipoca e relaxar no sofá.

Seria perfeito se o seu estofado não estivesse encardido e com mau cheiro. Você não merece esse desconforto! Pior ainda é a sujeira invisível, que traz alergias e doenças respiratórias. Apenas 1g de poeira pode conter 10 milhões de ácaros!

Mas isso é fácil de resolver e podemos te ajudar!

Calcule AGORA quantos ácaros estão vivendo com você e descubra se é hora de chamar a Dr. Lava Tudo em sua casa!

Alergia respiratória | Entrevista com especialista

Pesando nisso, convidamos a Dra. Eduarda Mendes Saraiva para falar um pouco sobre alergia respiratória e seus principais causadores. Desse modo, buscamos conscientizar ainda mais as pessoas para valorizar a limpeza e higienização de suas casas.

Confira a entrevista abaixo:

1) A presença de ácaros, fungos e bactérias em estofado, carpete e ar condicionado, pode ser fator desencadeante de problemas respiratórios? Explique.

A presença de ácaros, fungos e bactérias em estofados, carpetes e ar condicionado podem sim causar problemas respiratórios. Esses seres microscópicos podem ser transportados pelo ar, chegando aos pulmões. Dessa forma, podem criar um processo inflamatório local que induzir à reações alérgicas em indivíduos já sensibilizados, manifestado através de prurido nasal, espirros e até mesmo conjuntivite.

Caso o fator causal – poeira – não seja afastado, essas sintomatologias iniciais podem evoluir para doenças propriamente ditas como rinite alérgica ou asma, piorando muito a qualidade de vida dos doentes.

2) Sabemos que os locais citados acima são propícios para a proliferação desses microrganismos. Mas, em quanto tempo e em quais condições se reproduzem?

O tempo para reprodução dos ácaros da fase de ovo até a adulta leva cerca de um mês. As fêmeas adultas botam um a dois ovos por dia e o tempo de vida médio é de dois a três meses. O ambiente propício para a proliferação desses agentes são os locais de alta umidade e tambémaqueles com temperaturas acima de 20°C.

3)  Quais malefícios eles podem trazer para nossa saúde?

Os ácaros podem causar inúmeras patologias, sendo as mais comuns as de etiologia alérgica como:

  • Rinite;
  • Asma;
  • Dermatite atópica (inflamação cutânea que provoca coceira).

Veja abaixo a quantidade de ácaros que podem existir em um colchão:

4) Mencione alguns quadros alérgicos – causados por esses agentes – que você já teve conhecimento.

Os quadros alérgicos ocorrem a partir da inalação desses seres que induzem a reação de hipersensibilidade e, dessa forma, iniciam-se as sintomatologias. São alguns exemplos:

  • Tosse seca;
  • lacrimejamento ocular;
  • prurido e secreção nasal hialina;
  • chieira torácica;
  • bem como prurido intenso difuso que pode predispor à escoriações na pele, o que pode originar infecções bacterianas sistêmicas.

5) Quais são os tratamentos para doenças respiratórias alérgicas?

Os tratamentos para as alergias incluem os fatores ambientais e os farmacológicos. Os primeiros são essenciais para prevenir recidiva dos quadros alérgicos, bem como limitar a manifestação dos sintomas. Isso deve ser feito através de ações diárias como:

  • Manter os quartos arejados;
  • Expor colchões, edredons e almofadas ao sol;
  • Limpeza regular – ao menos duas vezes por semana – de todos os cômodos da casa;
  • Aspirações frequentes dos colchões, tapetes e sofás;
  • Remoção de poeira em móveis;
  • Evitar contato com animais domésticos no interior dos lares.

Inclui-se também a limpeza especializada em todos os estofados (sofá, poltrona, colchão, etc) que deve ser feita de seis em seis meses, com produtos específicos para eliminar fungos, bactérias e, principalmente os ácaros.

Deve-se manter, regularmente, a limpeza dos filtros de ar-condicionado, pois estes podem ser meio de produção de fungos, o que pode causar inúmeras doenças pulmonares.

6) Como os tratamentos citados podem contribuir para pacientes com quadro de doença respiratória alérgica?

As medidas farmacológicas tem o objetivo de melhorar as sintomatologias dos quadros alérgicos e, para isso, podem ser usados:

  • Anti-alérgicos;
  • corticoides nasais;
  • soro fisiológico para hidratação de mucosas;
  • bem como corticoides sistêmicos ou tópicos para os casos mais graves.

E para o tratamento de asma podem ser usados ainda os broncodilatadores e corticoterapia local.

7)  Existem formas para prevenir essas doenças? Cite-as.

A melhor maneira de prevenir os quadros alérgicos é através do controle dos fatores ambientais. Isso pode ser feito através das medidas citadas anteriormente que vão reduzir a quantidade de ácaros e fungos, amenizar ou até mesmo erradicar os sintomas de alergia, alergia pulmonar e outras pneumopatias.

8) Existe algum cuidado preventivo especial para bebês e crianças? Itens como pelúcias podem ser um fator agravante?

Os bebês e crianças estão mais sujeitos aos quadros alérgicos, devido a imaturidade do sistema imunológico que fazem com que esse grupo responda de forma mais exacerbada ao processo inflamatório causado pelas alergias.

Dessa forma, a melhor forma de reduzir as patologias de caráter alérgico é através de medidas preventivas, como:

  • Limpar regularmente os ambientes frequentados pelas crianças;
  • Garantir a luz solar e ventilação frequente;
  • Lavar semanalmente, ou em intervalos ainda mais curtos, os bichos de pelúcia;
  • Mantê-los longe das crianças, se a lavagem for inviável.
Alergia respiratória
Dra. Eduarda Mendes Saraiva – Clínica Médica. CRM 71727

Essa foi a nossa primeira entrevista com especialista em alergia . Fique de olho no blog e acompanhe nossas redes sociais, aproveite 10% de desconto em nossa loja para prevenir ainda mais as alergias respiratórias! [kkstarratings]