Dicas de limpeza e organização

Veja os valores para sua cidade

5 tipos de cuidados com recém-nascido que você precisa ter

Publicado em: sexta-feira, agosto 17, 2018cuidados com recem-nascido 1

Inscreva-se em nosso canal no YouTube


Quando os pais se preparam para ter um bebê não significa que eles sabem tudo sobre a criação de uma criança, por mais que se escute conselhos de pessoas experientes ou leia os livros mais populares a respeito. A gestação de cada um será diferente, as necessidades de cada neném surgirão com o tempo. Mas, há alguns cuidados com recém-nascido que valem para todos.

Pensando nisso, a Dr. Lava Tudo separou 5 dicas de cuidados com recém-nascido que você deve seguir para facilitar a experiência. Confira!

Cuidados com recém-nascido que não podem faltar

1. Amamente até os 6 meses de idade

cuidados com recem-nascido

Você provavelmente já viu as muitas campanhas de saúde que são feitas relacionadas à amamentação do bebê. Inclusive, foi criado um mês especial para que essa conscientização seja reforçada: o Agosto Dourado.  Isso porque é um simples ato que contribui para o desenvolvimento e cuidados com recém-nascido.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que a amamentação seja feita pelo menos até os seis meses de idade. Com isso, algumas doenças podem ser reduzidas ou evitadas quando a criança está sendo amamentada. Esse é o caso de infecções intestinais, dermatite atópica, otite, alergias, meningites, gastroenterite, entre outras.

Além disso, você garante o melhor desenvolvimento mental do bebê, melhora a formação da boca e dentes e estimula o vínculo afetivo da criança.

Quando a criança começa a ter outras formas de alimentação, como outros líquidos ou substâncias, a ingestão do leite materno começa a diminuir. Isso pode interferir na quantidade e absorção de zinco e ferro e diminuir o padrão nutritivo do bebê.

Importante ressaltar que há a necessidade da amamentação até os seis meses, mas nada impede que a mãe possa estender esse período. Tudo vai depender da aceitação da criança, hábito familiar e que ela esteja recebendo todos os nutrientes e vitaminas necessários, mesmo sem o leite materno.


Cuidado, você está morando com estranhos!

Seres estranhos podem invadir sua intimidade, violar a privacidade, prejudicando a saúde de todos. Os ácaros causam doenças respiratórias e alergias e vivem entre as fibras dos seus estofados, tapetes e carpetes, que devem estar encardidos ou com mau cheiro.

Agora, imagine viver em um ambiente limpo, com estofados EXTREMAMENTE perfumados, como novos, e livre de doenças. Parece ideal, não é mesmo? Pois é muito simples cuidar disso!

O primeiro passo é conhecer o seu inimigo. Calcule de forma gratuita quantos ácaros habitam sua casa e veja se está na hora de contratar uma limpeza profissional com quem já garantiu a satisfação de mais de 300 mil clientes!


Por isso, a decisão de descontinuar o aleitamento deve ser feita em conjunto com o pediatra, avaliando o quadro geral.

2. Faça o teste do pezinho

O teste do pezinho é um dos mais importantes no início da vida do bebê. Ele é um exame de prevenção e por meio dele é possível identificar se a criança tem alguma doença rara ou mais complexa de tratar, antes mesmo que ela se manifeste.

Essa antecipação é o grande “xis da questão”, já que naquele momento a enfermidade não afeta o bebê, mas em longo prazo pode impactar na qualidade de vida ou até mesmo resultar em deficiência intelectual.

O exame deve ser feito entre o terceiro e quinto dia de vida do neném e demora até sete dias para que o resultado saia. É um teste que pode ser feito de modo gratuito e seu método é simples: uma gota do sangue do bebê é tirada do seu calcanhar e esse sangue é utilizado para fazer todos os testes.

De maneira geral, as crianças vão chorar e você pode até ficar de coração partido por ver o pequeno sofrer, mas, é muito rápido e o teste do pezinho é primordial e por isso entra nessa lista de cuidados com recém-nascido.

Doenças como fenilcetonúria, deficiência da biotinidase, fibrose cística, hipotireoidismo congênito, hemoglobinopatias (enfermidades que afetam o sangue) e hiperplasia adrenal congênita estão entre as que podem ser descobertas pelo teste do pezinho.

3. Mantenha o cartão de vacinas em dia

A imunização que a criança recebe no início da vida faz muita diferença no combate a doenças e parte dessa defesa deve ser feita por meio de vacinas. Elas serão aliadas contra determinados vírus e bactérias, fortalecendo o organismo. Dessa forma, as doenças são evitadas ou a gravidade é amenizada.

Entre as vacinas a serem aplicadas nessa primeira fase de vida do neném estão

  • BCG,
  • Hepatite B,
  • Poliomelite,
  • Rotavírus,
  • Influenza,
  • Meningocócica
  • e muitas outras.

Por isso, um dos cuidados com recém-nascido é manter o cartão de vacina bem registrado. Por meio dele o médico e você acompanham quais vacinas já foram aplicadas, quais ainda faltam, se há reforços a serem feitos e novas doses a serem agendadas.

No cartão está o calendário com quais vacinas, doses e a idade da criança. Assim fica mais fácil evitar que alguma seja esquecida e, caso seu bebê fique doente, já se sabe de algumas enfermidades a que ele estava imunizado.

Vale ressaltar que o cartão de vacina da criança deve estar em dia, mas o seu também. Nunca é tarde para cuidar da saúde, combinado?

4. Faça acompanhamentos com um pediatra

cuidados com recem-nascido

O pediatra é um profissional que estudou por anos para saber tratar de crianças, identificar possíveis problemas e encontrar as melhores soluções. Por isso, ele é a pessoa mais indicada a te ajudar nos cuidados com recém-nascido. Não é à toa que você deve ter consultas periódicas agendadas.

O acompanhamento com um pediatra permite que seu bebê seja assistido por quem tem expertise. A cada consulta, o desenvolvimento, crescimento e peso serão avaliados, registrados e pontuados. Assim, determinados tratamentos podem ser considerados e algumas situações amenizadas na criação do seu filho.

Ele também é o profissional certo para que você tire todas as suas dúvidas sobre cuidados com recém-nascido.

5. A limpeza da casa é essencial para a saúde do bebê

Qualquer pessoa precisa que o ambiente em que se vive esteja limpo e organizado, correto? Mas quando se tem um bebê em casa, a limpeza deve ser reforçada em todos os sentidos. Muitas vezes são feitas reformas dentro de casa para receber a criança, pensando na tinta certa, na segurança e no conforto.

Pois os cuidados com recém-nascido não param por aí. Eles estão mais sujeitos a germes, vírus e bactérias e ao manter a casa limpa você reduz o contato do pequeno com esses micro-organismos.

Para isso, além de retirar o lixo e poeira utilizando um pano úmido, deve-se ter atenção com a limpeza do berço, carrinho de bebê, cortina, bichos de pelúcia, estofados e tapetes. Assim você diminui a proliferação de ácaros e fungos e impede que eles interfiram na saúde do neném.

Se precisar de ajuda nesse ponto, a Dr. Lava Tudo é a opção certa para manter seu carrinho de bebê, colchão ou bebê conforto sempre limpos e higienizados!